Google Roubo

Genius escondeu o código Morse em letras de músicas para provar que o Google estava enganando

Você já notou como você tende a pesquisar no Google as letras de uma música e, em seguida, não acessa o site da Genius porque o Google as exibe nos resultados da pesquisa o tempo todo? Bem, a Genius alega que o Google copia suas letras há anos e as publica diretamente na Pesquisa Google, impedindo assim que os visitantes acessem seu próprio site. E Genius diz que escondeu uma mensagem em código Morse nas letras para provar que o Google estava fazendo isso.

O Genius primeiro suspeitou que o Google fizesse mal em 2016, quando um engenheiro de software descobriu que as letras de músicas do Panda do Desiigner no Google coincidiam com as do Genius. A música tem letras difíceis de entender, relata o Wall Street Journal, mas a Genius tinha a versão livre de erros da letra diretamente do artista.

“Percebemos que as letras do Google combinavam nossas letras com o personagem”, disse Ben Gross, chefe de estratégia da Genius ao Journal.

A Genius notificou o Google em 2017 e, em abril deste ano, as transcrições das transcrições apareceram na Pesquisa do Google.

“Nos últimos dois anos, mostramos evidências irrefutáveis ​​do Google repetidas vezes de que estão exibindo as letras copiadas do Genius”, disse Gross.

O que a empresa fez para pegar o Google foi fazer o watermark das letras com a ajuda de apóstrofos – alternando entre as aspas simples e curvas na mesma seqüência para cada música. Quando transformados em pontos e traços, os apóstrofos soletram as palavras Red Handed, que é um truque inteligente.

No entanto, o Google alega que as letras encontradas dentro desses “painéis de informações” em seu site são licenciadas de parceiros, não criadas pelo Google.

“Levamos a qualidade dos dados e os direitos dos criadores muito a sério e responsabilizamos nossos parceiros de licenciamento pelos termos de nosso contrato”, disse o Google ao Journal. Além disso, o Google divulgou uma segunda declaração para dizer que está investigando os problemas e encerraria seus contratos com parceiros que não “mantêm boas práticas”.

O relatório observa que o Google fez uma parceria com o LyricFind em 2016, mas o diretor-executivo da empresa, Darryl Ballantyne, disse ao Journal que não é possível usar as letras da Genius, contando com sua própria equipe de conteúdo para as letras.

Anúncio